Entrevistas

Em cena: Sophia Andreazza

No #EmCena de hoje temos Sophia Andreazza, uma ilustradora de  23 anos formada em jornalismo pela UNESP Bauru. Nascida em São Paulo capital, é  assistente de arte em uma agência de publicidade em Sorocaba. Morou em Bauru durante a graduação e em Brasília durante seu estágio. Sophia faz trabalhos em aquarela e, mais recentemente, no digital. A artista diz gostar muito da fluidez e da transparência da aquarela, mas também do quanto é um meio flexível ”dá tanto pra fazer pinceladas bem soltas, formas bem livres, quanto detalhes pequenos e linhas muito finas, tudo depende da quantidade de água que você colocar” diz Andreazza. Com relação ao digital Sophia diz gostar pela praticidade e que tem cada vez menos tempo para se dedicar aos desenhos pessoais, entre o trabalho e os ”freelas”. Dessa forma o digital acaba sendo um meio muito bom para treinar. Sobre o desenho em si, Andreazza diz gostar  muito de brincar com linhas, de retratar o corpo feminino sem necessariamente sexualizá-lo, de usar cores quentes e desenhar flores.

(mais…)

Leia mais

Em Cena: Viviane Munhoz

No #EmCena de hoje temos a Viviane Munhoz, criadora dos quadrinhos Filha, Mãe e Avó, seu estilo traz uma encantadora mistura entre elementos de mangá com cartoon. A Vivi é daqui da região e lançou recentemente seu projeto no catarse. Conheça essa artista e apoie essa história:
 
Conte um pouco sobre você, sobre seus hobbies,  paixões e como tudo  começou no  mundo das artes.   
 
Eu me chamo Vivian, mas uso o nome artístico “Vivi Melancia”. Comecei a desenhar desde muito pequena, mas só levei a sério depois dos 25 anos. Sou formada e Pós-Graduada na área de Artes Visuais, minha paixão sempre foi  desenhar e, apesar de desde cedo fazer cursos, o mundo da arte virou minha vida quando eu comecei a “levar a sério” a profissão e treinando/desenhando  todos os dias.         
 
Posso  dizer que  você   é  uma artista de corpo e  alma, multitalentos  desde suas   aquarelas  até  quadrinhos. Como você organiza o seu dia a dia de produção?   
 
Seria um grande engano pensar que tenho uma vida “organizada” kkkkkkk     
Apesar de ter uma agenda/Bujo eu não consigo manter algo “organizado”, como tenho 2 filhos (tenho eles e minha saúde mental no topo de minha lista de prioridades) por vezes faço os trabalhos semanas adiantadas ou mesmo faltando alguns minutos para postar…
Além das tirinhas e encomendas, trabalho como professora em uma escola em tempo integral, o que leva grande parte do  meu tempo e estado físico e mental. Organizar tudo está mais próximo de um milagre do que de uma normalidade.
 02_vivi
 
Como surgiu a ideia do seu projeto Filha,  mãe e avó?
 
Era uma tarde ensolarada e eu estava penteando o cabelo de minha filha. Essa cena na minha memória é tão icônica que não posso deixar de contar, pois me relembra toda a infância, mas vivida naquele instante pela minha filha.Observando essa relação atemporal, surgiu a ideia de relatar os fatos por meio de ilustrações, posteriormente alterei para um formato mais próximo de tirinhas. Hoje faço tirinhas tanto dos acasos que me envolvem, do que vejo ou do que me contam. Me divirto fazendo as tirinhas!
 
Gostaria que você falasse um pouco mais  sobre essa ideia,  lançar um livro através  do  financiamento coletivo, ter  um livro publicado sempre  foi um sonho seu? Como decidiu  que esse seria o momento certo?
 
A ideia do livro veio de uma editora (Typica) que é especializada em projeto de financiamento coletivo. Mostrei meu trabalho para tentar uma parceria e os sócios da editora concordaram em fazer o projeto para o livro (orçamento, diagramação, impressão e entrega do trabalho). Ter um livro publicado ultrapassa meus sonhos de vida… Eu nunca pensei nessa possibilidade pois sempre vi um mercado que não valoriza os trabalhos de arte/ilustração. A cada dia tenho mais mensagens e pessoas interessadas no meu trabalho, por conta principalmente dessas pessoas que gostam do meu trabalho é que mantive a ideia do financiamento coletivo, infelizmente não foi uma boa época, já que a área de impressos e o próprio Brasil tem passado por momentos de instabilidade.
 
151
 
Você tem alguma ilustração ou quadrinho seu que você elege como  favorita? Se sim, qual a sua história?
 
Acho que, assim como uma peça teatral, gosto sempre dos últimos trabalhos feitos. A cada dia aprendo mais e tenho que me reinventar para criar tiras novas e com um humor, no mínimo, razoável. Nos últimos dias tenho feito um conjunto de ilustrações de uma das minhas personagens vestida de várias princesas da Disney, além de ser um trabalho manual (as aquarelas que amo), tenho treinado usar uma palheta de cores diferente. Tudo novo, muito aprendizado e felicidade.
Como o trabalho da “Filha, Mãe e Avó” é uma webcomic, dificilmente mantenho uma mesma história (chega a no máximo 8 quadrinhos seguidos, mas que mantêm um sentido mesmo lidos em separado). Tenho outros projetos, inclusve alguns voltados para a área social, que terão uma história mais completa, mas por enquanto ainda estou desenvolvendo uma história maior Quero algo que seja inesquecível.
 
Qual  dica você daria para quem está começando na área de ilustração? 
 
A dica que sempre dou é treine muito! Descubra seu estilo e não se prenda a “regras” impostas por alguém: crie suas regras!
 
Apoie o projeto: http://www.catarse.me/fma
Siga nas redes sociais: facebook
Leia mais

Em Cene: Bruna Morgan

Hoje o #EmCena é com a Bruna Morgan, ela é artista dona da página Universo em Bolha de Tinta, costumo dizer que na página da Bruna é possível encontrar um quadrinho pra cada dia da sua vida, as vezes até acho que ela está dentro na minha cabeça espiando meus sentimentos. É uma artista sensível cheia de empatia e recheada de bons sentimentos. Recentemente a Bruna lançou o projeto do seu primeiro livro no Catarse e ela contou um pouco pra gente sobre esse projeto e suas experiências: (mais…)

Leia mais

Em Cena: Rafa Miqueleto

Outubro já está chegando ao fim, para muitos artistas esse é um dos principais meses do ano para mostrar seu trabalho e se aprimorar com projetos como Inktober, no caso do nosso entrevistado de hoje Rafa Miqueleto, o PaperTober. Para conhecer um pouco mais sobre esse projeto e outros trabalhos do Rafa, dá uma olhadinha na nossa entrevista:

(mais…)

Leia mais

Em Cena: Lucas Almeida

O #EmCena dessa semana é com o Lucas Almeida, dublador, ator e youtuber ele veio contar um pouco sobre a sua história e dar dicas para quem está começando: 

(mais…)

Leia mais

Em cena: Fabio Moon e Gabriel Bá

No #EmCena dessa semana temos os irmão e quadrinistas Fabio Moon e Gabriel Bá. Eles começaram com a série “10 Pãezinhos” e hoje têm seus trabalhos publicados em países como EUA, Itália, França, Espanha e, é claro, Brasil. Quer conhecer mais sobre o trabalho desses dois? Então confira o #EmCena: (mais…)

Leia mais

Em Cena: Bárbara Bergamasco

 Uma pessoa encantadora, redatora de mão cheia, libriana sonhadora, determinada e mamãe do Bernardo. O #EmCena de hoje é com a Bárbara Bergamasco, redatora na Content House administra contas como Ferrero Rocher, Lillo do Brasil, Clipper entre outras. Conheça um pouco da sua história e confira suas dicas:

(mais…)

Leia mais

Em Cena: Mauro Lira

Simpatia e talento não faltam pra esse rapaz, sempre disposto a ajudar quem está começando com dicas valiosas. O entrevistado do #EmCena dessa semana veio direto de Salvador, ele é o Mauro Lira. Conheça sobre a sua história e experiências:

(mais…)

Leia mais

Em Cena: Walter Mattos

Especialista em identidade de marca e o “Mister M” das analises gráficas. O #EmCena dessa semana é com o Walter Mattos, conheça um pouco sobre a sua história e confira suas dicas:

(mais…)

Leia mais

Em Cena: Julia Rodrigues

 Pensa só em uma mulher simpática, muito amor e dona de cliques poderossímos. Ela é Julia Rodrigues, a entrevista do #EmCena dessa semana. Ela já fotografou para revistas como Glamour Brasil, Época, Revista Galileu entre outras e hoje veio contar um pouco da sua história para nós: (mais…)

Leia mais